segunda-feira, fevereiro 11, 2008

hoje queria retornar à história da Laidinha, mas....

...achei por bem dar-vos notícias que são algo inquietantes, a respeito da saùde do "Gato Brasa".

Já não é uma criança. vai a caminho dos 10 anos vividos na friagem, humidade e gelos da Peneda-Gerês.
O veterinário confirmou que, para além do reumático e artroses, tem uma infecção renal, que estamos a combater com a medicação adequada, mas nunca se sabe como o organismo dele reagirá e como se aguentará pois é bastante agressiva para mais num organismo debilitado.
Nada o fazia supor ao início, mas vejo-o ainda - apesar da medicação -a andar como um velhinho daqueles das estórias de velhinhos muito velhinhos, agarrados aos seus bordões a medir cada passo e nós, de fora, a olhar a dificuldade de movimentos, impotentes para ajudar.
Havía feito análises e começáramos a desparasitação e vacinação, mas os resultados levaram à paragem de tudo.
Entretanto estou esperançado que fique suficientemente forte para debelar a infecção e continuar connosco por largos anos, mas o veterinário diz-me que tudo pode acontecer.

O Gato Brasa fez uma amizade, ou namoro (? - a dúvida é porque nunca os observei em corte, mas sempre juntos no dia a dia - ela, que baptizei de "Assustadiça" -não comentar a originalidade, p.f...- pois estava sempre ao pé dele, comia com ele, mas se eu me chegasse, por mais devagar e lento que fosse o movimento, a coisa de 3 metros e...muito, fugia para uma distância que considerasse apropriada e quedava-se a observar-me.

Consegui tirar-lhe algumas fotos e aparenta ser bem mais nova do que o Brasa e é também uma linda gataSempre recusou entrar na casa e de noite lá ia, não sei para onde.
Há dois dias que náo aparece. Não sei se arranjou melhor companhia ou namorado, ou qualquer outro motivo a leva a esta ausência.

~~~~XXXXXXXXXXXX~~~~
A gentil Sophiamar deixou-me o seguinte desafio: « (…) escrever 6 coisas peculiares (próprias, privadas, características ) a meu respeito.»
Há uma certa e saudável infantilidade – no sentido de regresso a… Não de qualquer menorização - em alguns concursos, prémios, questionários e afins que por aqui aparecem.
E como considero ser um caminho que devemos reaprender, não o de regresso à infância, pois essa, já foi, já deu…Mas o da religação à criança que nos “anima” por norma participo com jovialidade.
Assim, com a máxima objectividade, o que, como todos sabemos não é coisa fácil, vou tentar identificar 6 características minhas.

· Tenho pouca tolerância, rondando o ZERO, por faltas de respeito a terceiros, conhecidos ou não. Por actos ou conversas. Por favor integrar preconceitos, racismo e todas as discriminações;
· por norma sou gentil, educado e disponível excepto nas situações que se integrem no ponto anterior em que tudo azeda;
· vivo segundo o princípio de que as pessoas – em abstracto – são bem intencionadas. Ou seja: nascemos bons. Até provas em contrário. Dou sempre várias hipóteses pois qualquer pessoa erra e tem dias NÂO. Mas a recorrência, tornando-os a norma, leva-me ao corte sem mA Casa da Micas ais, de pessoas que demonstrem, inequivocamente, por actos, ter/ser, mau carácter;
· sou orgulhoso, o que tanto pode ser bom como mau, mas sempre e logo que perceba o erro, peço desculpas sinceras e…apalpo-me bem;
· sou bastante transparente o que me tem complicado a vida bastas vezes, pois como não faço, não entro em “joguinhos”, a maior parte das pessoas não entende e cria imensos cenários absurdos para ler comportamentos e atitudes, desviando-se das verdadeiras;
· gosto de estar só, o que não é facilmente compreendido e é sim confundido com solidão que é coisa bem diversa e pode acontecer no seio e no meio de famílias numerosas.
Resta-me agora a incumbência de passar o testemunho deste jogo da verdade a outros bloggers:

21 comentários:

MARIA disse...

Eremita, meu querido e bom amigo,
lamento tanto que o Brasinha esteja doente.
Apesar disso o seu olhar é sempre deslumbrante e profundo.
Tenho a certeza de que ninguém como o amigo para cuidar dele com aquela ternura que cura alma e corpo.
Espero que ele recupere e viva mais sete vidas felizes junto de si.
E a gatinha ... mas que deslumbramento ! É líndissima. Considerando a sua beleza estará mais para "Sedutora" do que para "Assustadiça", mas gosto do nome.
Quanto à foto no meu blog, meu querido amigo, sei que a retirei da net, mas confesso que descuidadamente não sei já bem de onde. Lamento.
Pode sempre copiar o que quiser meu amigo. Eu sentir-me-ei muito grata por partilhar comigo o mesmo gosto. Fico muito feliz pela comunhão de sensibilidades. Copie sempre o que lhe aprouver. Gostarei muito.
As melhoras do Brasinha.
Ele gosta de miminhos , ou é muito arredio ?
Em qualquer caso , vão muitas carícias para ele e um beijinho muito amigo para si.
Maria

intruso disse...

olá eremita!

obrigado pela visita/comentário no intruso...
...e pelo desafio; aceito, mas tenho que pensar/escrever com tempo.

abraço
[revejo-me no primeiro ponto]

isabel mendes ferreira disse...

fico feliz por ter nomeado o Intruso...

uma excelente Pessoa. daquelas que vão rareando..:)

___________________.

e temos tb outra coisa em comum: o amor por gatos...
:) tenho uma "nina"...linda de morrer...:)
___________________.
os "prémios" valem quando são por generosidade.
por exemplo, a sua. que muito aprecio e guardo.


beijo.

Sei que existes disse...

Espero que o gato Brasa fique bom se ele o quiser e se isso for o melhor para ele. Tanto ele como a antiga(?) namorada são muito bonitos! Talvez ela tenha ido fazer uma viagem longa e volte um dia destes...
Gostei de saber um pouco mais sobre a tua forma de ser.
Quanto ao nome da flor que tenho no meu blog, não sei, apenas a achei bonita quando um dia fui à Quinta da Regaleira, em Sintra, e fotografei-a.
Beijocas grandes

Francisco Sobreira disse...

Caro amigo,
Lendo a confissão do seu temperamento, percebo que existem algumas identidades entre os nossos . Mas devo dizer que não gosto de animais (gato, cachorro, etc.). De todo modo, desejo que o seu gato se recupere e ainda viva por muito tempo. Um abraço.

Sophiamar disse...

Querido Eremita

Antes de mais,quero dedicar as primeiras palavras ao "Brasinha" teu companheiro num eremitério que me faz inveja. Quem te tem por companhia só pode estar muito grato. Também tenho dois cães ( um casal) que fazem as delícias da minha vida.Quanto à Assustadiça não te intrometas no caso. Deixa-os à vontade. Pouco a pouco, ganharás a sua confiança e, quem sabe, a prole não aumentará. Espero que a medicação surta o efeito desejado, que a doença fique debelada, e que o nosso gatito viva muitos anos. Depois, tenho de agradecer-te a simpática adesão ao desafio que te propus.Afinal, temos muito em comum. Dizem, os que me conhecem, que sou meiga, tolerante, compreensiva,solidária, justa mas reajo intempestivamente às faltas de respeito,às injustiças, às diferentes formas de discriminação.
Gostei deste retrato que vinha adivinhando mas que , agora, me devolveu uma bonita imagem de corpo inteiro.
Por fim, quero pedir-te para levar este mar azul, a minha paixão, de menina, que até tem o meu nome. Ficará a ver o mar enquanto eu por aqui estiver. Posso?

Beijinhos,Eremita! Também gosto de estar só mas as visitas são sempre bem vindas. Bem hajas!

bettips disse...

O Gatinho está velhote, da vida que levou pois! precisa de muito aconchego e ternura...
A minha gatita tem 14 anos/72 em vida de gato: é triste vê-la assim, mal pode andar.
O círculo completa-se, amigos comuns, estimei muito ler-te, assim "pueril"!
Abçs

fátima queiroz disse...

Olá
Fazendo uma visita e gostei muito de tudo que li e vi.
espero a recuperação de sua gatinha, amo animais e tenho um cachorro que está com 13 anos e que me dá muitas alegrias.

Um abraço

M. disse...

Talvez tenha simplesmente chegado a hora do Brasa. Talvez o Fado lhe tenha traçado a sua sentença. Seja como for, esteve e de certeza que sempre estará no interior de quem lhe deu o carinho de uma vida. Hoje fiquei a saber que existe ou existiu um gato chamado Brasa. Foi algo que aprendi.

Quanto aos prémios, acredito serem bem merecidos, nunca aderi à moda mas fazem-nos sempre bem. Recebemos prémios por apenas darmos um pouco de nós :)

Abraço e obrigada pela visita

Micas disse...

Espero que o "Brasa" melhore depressa ou pelo menos que não sofra. A "Assustadiça" é liindaa. Adoro gatos, são animais de personalidade forte e mt independentes.
Tb gostei de te conhecer um pouco mais, pela minha parte agradeço o desafio, que aceito, contudo não prometo para quando, já que o tempo livre para blogar anda muito escasso :(, ainda nem sequer te agradeci publicamente o prémio!! mas não está esquecido de modo algum.
Beijinho e saudades a essa terra agreste de rara beleza :)

MARIA disse...

Olá Eremita,

Passei para colher notícias sobre a saúde do Brasinha e li o que escreveu sobre si.
Gostei muito.
É tal qual o imaginava.
Sinceramente espero e desejo que o Brasinha melhore.
Um beijinho amigo

Maria

Sophiamar disse...

Vim ao encontro dos amigos e deixo beijinhos. As melhoras do Brasinha.
O teu mar já foi adoptado lá no meu canto. Obrigada!

rui disse...

Olá Eremita

Fico grato por receber tamanha distinção, um convite para participar no jogo.
Não me leves a mal, mas tenho por norma não participar em desafios ou jogos.
Acontece que fico feliz por se lembrarem de mim. O meu obrigado.

Espero que o gato brasa recupere rapidamente para poder continuar a deliciar com as suas traquinices.

Deixo um grande abraço

P.S. gostei da tua foto lá no PPP.

Sophiamar disse...

Vim desejar-te um bom domingo e convidar-te a ver o mar. Há dois,o meu o blogue fez anos. Foi um dia de recordações e, sobretudo, de convívio.
Serás sempre bem vindo. Podes levar o Brasinha.

Beijinhosssss

Bom Domingo!

Bichodeconta disse...

Primeiro que tudo vai um afago para o Brasa, gosto de gatos, embora na infancia sempre tenhamos tido cães..Só já crescida, o pai que não gostava de gatos, apaixonou-se pela Espanholinha, era um amor deveras forte..A Matilde morreu em Agosto, era anossa cadela rafeirinha linda, ainda não temos mais nenhum bicho, mas um dia vou pedir desculpa á Matilde de gostar de outro animal..Tenho pensado num gato por não precisar de levar á rua, mas a filha continua a gostar mais de cães.. Cá para mim, gosto dos dois..Ambos dão amor quase em troca de nada.. um afago, alguma comida.. Um abraço e desejo que o Brasa se recomponha, e reencontre a namorada , essa ou outra.. Na minha terra diz-se:
SE UM AMOR SE VAI EMBORA
NÃO VALE A PENA CHORAR
A MELHOR COISA A FAZER
É POR OUTRO EM SEU LUGAR...
Desculpe a brincadeira.. É bom saber mais sobre o temperamento dos nossos amigos ainda que virtuais..

MARIA disse...

Olá meu querido amigo Eremita.
Agradeço muito as notícias sobre o Brasinha e só lamento que não tenha realmente melhorado.
Que pena, porque será que não reage?
Eu penso que não será ainda o momento da sua partida, apesar de já ter cerca de 10 anitos. O tempo frio também não ajuda nada.
Pelas minhas bandas, hoje, fez um temporal de deitar abaixo a mais nobre alma de gato.
Sabe, é que eu costumo a brincar dizer que tenho alma de gato.
Imagino que se sinta triste por causa do Brasinha. Ainda bem que conseguiu dar-me notícias. Muito obrigada.
Desejo-vos uma semana tranquila e feliz.
Um beijinho amigo para si e muitas carícias ao Brasinha e as melhoras.
Maria

margusta disse...

Vim deixar-lhe um beijinho, um sorriso e um Muito Obrigada, pelas simpáticas e sábias palavras que me deixou ficar , na ultima passagem pelos meu Momentos Sentidos.
Muito Obrigada Eremita por se ter preocupado comigo...tenciono enviar-lhe um mail um dia destes...
e amanhã...quero ver se coloco lá o prémio que me atribuiu e que já agradeci de coração..

Penso em muitos de Vós...sinto-me em divida para com os amigos....mas...
vou regressar aos pouquinhos....hoje já postei...um passo....

Beijinho amigo Eremita!

isabel mendes ferreira disse...

Abraço.
Amigo.



e bom de tudo.

_________________.

Sophiamar disse...

É dia de prémios no meu blogue. Passa por lá.
Beijinhosssss

Bom Domingo!

p.s. Eu sei que estás sem computador, não tenho pressa na resposta mas é urgente ter o amigo sempre no meu blogue. A Amizade é uma coisa muito boa.
Beijinhossssssss

De Amor e de Terra disse...

Gostei da estória do Brasa e da Assustadiça. Pena essa doença; esperemos que recupere... bem sabemos que a idade, em casos como este, não dá ajuda, mas enfim confiemos; a natureza por vezes surpreende-nos.

Os melhores votos e um abraço da Maria Mamede.

PS.:-Ah, é verdade, deixei mais abaixo, resposta à sua visita.

M.M.

Isabel disse...

Olá amigo Ermita,
Fiquei triste que o gato Brasa estivesse doente, não sei se sabes mas eu sou uma apaixonada por gatos, nunca vivi sem gatos por perto nem imagino como seja viver sem eles, lá em casa tenho uma Julieta e brevemente vou ter de deixar a minha gatinha com uma amiga porque vou viver para longe, para o Brasil e não a posso levar comigo, das coisas que mais me custa nesta minha decisão é saber as saudades que eu e a minha gatinha vamos ter uma da outra.
As melhoras do Gato Brasa e espero que a Assustadiça volte depressa.
Gostei das caracteristicas que escolheste, és o tipo de pessoa que gosto sem dúvida nenhuma.
Eu não sou nada transparente dizem e eu até acredito, não é de propósito mas é algo que não consigo evitar nem quando estou só ( como tu gosto, preciso muito de estar sozinha)

Um grande beijinho

Isabel