sábado, março 08, 2008

Dia Mundial da Mulher

Há quem debata se faz ou não sentido AINDA existir um Dia Mundial da Mulher.
Ora eu que sou pessoa em desacordo "com os dias de..", quanto a este e a alguns outros, tenho diferente parecer.
A minha concordância coim a sua existência prende-se com o facto de as mulhertes terem, longamente, sido consideradas cidadãs de 2ª depois de nem cidadãs serem; de serem sobrecarregadas com responsabilidades, de continuarem a ser sobrecarregadas com trabalhos vários - profissional e familiar/doméstico - a serem mais mal pagas do que os homens, etc, etc.
E note-se que olho somente para a situação ocidental e portuguesa.
Já repararam que o preconceito é tão forte que ninguém contesta que para se falar de pessoas burras se diga "as loiras"?
No feminino claro. O protótipo da burrice!
Porquê? Não há..."loiros desses?"
Deve ser azar meu que conheço tantos. ..
E que dizer dos números sobre violência doméstica?
E do desemprego no feminino e da discriminação de que as mulheres, potenciais grávidas , são vítimas no plano laboral/profissional...
São tantos os campos onde a discriminação, oS preconceitoS, o machismo - mais encapotado embora - abrem caminho CONTRA as mulheres que eu, homem atento, filho, marido e pai de mulheres admiráveis, não podia deixar passar este dia em silêncio e dizer que, pelas mulheres de todo o mundo, este dia AINDA faz, infelizmente, todo o sentido.
E tu, mulher que aqui passares: se és mãe educa teu companheiro e principalmente teus filhos homens e mulheres numa verdadeira igualdade, respeito e repartição de tarefas e trabalhos, sem a lógica da ajuda, pois se alguém A-JU-Da é porque a ou as tarefas competem a outrém e o seu papel de ajudante é sempre supletivo e...provisório.

5 comentários:

M. disse...

Está mal. Não concordo com o dia e porque não há também um dia mundial do Homem? Também levam com as cargas da vida. Mulher sou todos os dias e nestes tempos, estamos todos em igualdade, a menos que deixemos as coisas serem de outro modo.

Abraço

Raquel V disse...

É uma grande verdade... usa-se muito o "ele ajuda muito lá em casa". E entre amigas já tínhamos comentado tal.
Só que ainda há caminho a percorrer e é realmente na nova geração de mães que está parte de resposta. Mas acredito nelas :)

Abraço

Francisco Sobreira disse...

Concordo inteiramente com as tuas palavras que prestam homenagem à mulher, caro Eremitério. Um abraço e uma excelente semana.

Micas disse...

Pessoalmente não sou mt a favor destes dias programados e agendados, que no fundo não passam de pretextos para o consumismo. De qualquer modo, gostei imenso do teu post, Bem Hajas.

(Ainda não respondi aos teus desafias :((, mas não estão esquecidos)

Bjs

Sophiamar disse...

Eremita, Amigo!

Não posso estar mais de acordo contigo. Não sou de dias, disto e daquilo, que a consumismo andam associados mas no que concerne à comemoração do dia internacional da mulher estou 100% de acordo. Comemore-se enquanto homem e mulher não caminharem lado a lado, enquanto homem e mulher não usufruírem de igualdade de oportunidades.
Enquanto mãe de um belo homem sempre o ensinei no dever de partilhar tarefas e casa e como companheiro de uma vida assim desejo que o faça.

Beijinhosssss

Voltarei. Cuida dessa mãozinha que tão bem escreve.